domingo, 5 de novembro de 2017

Será que ele entende?





Desde que contei sobre a minha gravidez no facebook, recebo sempre mensagens de pessoas perguntando sobre a reação do Miguel diante da novidade. Algumas que não sabem que o Miguel é não verbal me perguntam o que ele fala e as vezes eu não consigo responder a todo mundo então resolvi fazer um post falando sobre isso. Desde o positivo, eu e meu marido estamos falando sempre para o Miguel que ele teria um irmãozinho ou irmãzinha, falamos que tem um bebê na barriga da  mamãe até pra tentar explicar porque ele não podia mais ficar pulando no colo da mamãe e brincando de subir nas costas da mamãe como ele sempre fazia, mas apesar de sempre falarmos, a gente achava que ele não entenderia, e que apenas quando chegássemos do hospital com o bebe no colo, ele iria ver e sentir a mudança, porém a cada dia que se passa o Miguel está nos mostrando exatamente o contrario. 


..........




As vezes sem querer acabamos subestimando uma criança autista pelo fato de ela ser não verbal, mas temos aprendido aqui em casa que o Miguel entende tudo e muito além do que nós pensamos. Ele não é aquela criança que fica beijando a minha barriga o tempo todo, como algumas crianças fazem mas sempre que falamos da Antonella ele olha exatamente pra minha barriga demostrando que sabe do que estamos falando, hoje ele até nos surpreendeu porque em varias vezes que o papai falou dela ele veio e deu um beijo na minha barriga, quando fui mostrar um presente que ganhamos pra ela e eu disse o nome dela ele veio beijar o presente também 'rsrs - ele acabou associando quando ouve o nome da irmãzinha em dar um beijo. Fazemos questão de sempre falar tudo pra ele mesmo que não sabemos até onde ele entende e fazemos questão que ele participe de tudo. 



No dia que fizemos a live no Facebook com a revelação do sexo do bebê, recebi algumas mensagens das pessoas perguntando onde o Miguel estava  porque ele não aparece no vídeo. Ele estava lá  com a gente e estávamos na casa de uma grande amiga, ele estava na sala dela brincando com os carrinhos do amiguinho, chamei ele e até tentei trazê-lo na hora do vídeo, mas não consegui convencê-lo a nem mesmo tirar uma foto comigo e aí eu também não forço, respeito os limites dele. coincidência ou não (eu acredito que não é coincidência) mas o Miguel mudou bastante nos últimos meses, esta super agitado, agressivo, chorão, tudo ele faz birra e chora, e esta muito grudado com o pai - e pra essa ultima acho que descobrimos o motivo, em uma de nossas conversas sobre o futuro o Miguel estava por perto, nós falávamos como será quando o bebê nascer, os primeiros dias a adaptação não só do Miguel mas nossa também e foi quando o meu marido falou a seguinte frase "Ah, se ficar difícil eu cuido mais do Miguel e você fica mais com o bebê" - a partir daquele dia o Miguel queria que o pai fizesse tudo por ele, quando o pai saia pra trabalhar ele chorava, coisa que nunca fazia antes, quando o pai chegava do serviço, ele puxava o pai pela mão pra entrar na casa e me puxava pela mão pra fora da casa,  querendo dizer que o pai chegou e agora o pai que iria cuidar dele, pra tudo ele queria o pai - foi quando comecei a conversar com ele e dizer que ele terá uma irmãzinha pequena que precisará que a mamãe cuide dela mas que eu sempre serei a mamãe dele e o amarei por toda vida e cuidarei dele também, e além disso a irmãzinha será uma companhia que brincará com ele quando estiver maiorzinha e que isso será muito legal. 


Eu e meu marido passamos a tomar cuidado com nossas conversas, dizer pra ele que o amo muito que sempre serei sua mamãe e cuidarei dele, passou a ser uma das coisas que falo todos os dias.

Outra mudança que fiz foi conversar com a bebe na barriga quando ele esta perto, como a maioria das mulheres gravidas eu já adoro conversar com a bebê mas percebi que sempre que eu falava com ela o Miguel chegava perto, ou seja ele achava que eu estava falando com ele então eu deixo pra falar com ela quando ele já esta dormindo e quando ele esta por perto eu fico brincando exclusivamente com ele. Mudamos algumas de nossas atitudes e ele já esta bem mais calmo, diminuiu bastante a agressividade e as crises de choro. Ele entende que esta tendo uma mudança em nossa casa, a preparação para a chegada de um bebê muda naturalmente uma rotina de uma casa, desde as brincadeiras com a mamãe que já não são as mesmas cheia de pulo e energia e agora a mamãe sempre protege a barriga quando ele vem dando pulos no colo da mamãe e até as mudanças com moveis e presentes que chegam e precisamos mudar algumas coisas na casa. Por certo eu teria que mudar ele de quarto e deixar o menor  para a bebê, mas eu estou resistente a isso e tentando adaptar o quarto maior pra bebê, pra evitar de tirar ele do quarto que ele conhece como dele, acho que ai seria mudanças demais, além da chegada de um bebê que ele pode "achar" que veio pra tomar o lugar dele no colinho da mamãe e ainda toma o quarto dele!... São grandes mudanças que estão acontecendo e vindo por ai não somente para o Miguel para nós também que até agora tínhamos todo o nosso tempo a dedicar só ao Miguel e agora dividiremos nosso tempo e temos muitas adaptações a serem feitas, mas percebemos que o Miguel é totalmente capaz de entender o que acontece a sua volta, ainda que ele não saiba como nos comunicar,  ele demonstra que entende muito bem  o que acontece a sua volta.



As vezes ele ainda se confunde, como algumas vezes quando
perguntamos onde esta a irmãzinha e ele mostra  a barriga do pai 'rsrs,  embora muitas vezes os autistas passam parecer apresentar "baixa inteligência social" eles podem  encontrar meios de se comunicar com as pessoas mais próximas e assimilar atalhos criados pelos pais ou terapeutas para facilitar a troca de informações, ainda que não seja uma tarefa fácil. O Miguel está crescendo rápido e temos visto o quanto ele tem mudado em algumas atitudes ficando "mais maduro", estamos no processo de desfralde que as vezes ele demonstra estar muito mais preparado que eu 'rsrs e assim por diante, vemos todos os dias como tem melhorado em muito a sua compreensão para ordens de comando, ou seja, quando pedimos para ele pegar tal objeto, ele obedece imediatamente demostrando ter entendido a ordem imediata,  claro que acontece de algumas vezes ele confundir o objeto mas ele  tem me surpreendido muito e como toda mãe especial fico tão orgulhosa de cada progresso dele...



Queria contar a todo mundo o quanto meu filho tem evoluído nos últimos meses ainda que esteja mais agitado e até mesmo a professora tem registrado essa agitação lá na escola também e ela também acha que seja por conta das mudanças aqui em casa pela gravidez. Não adianta dizer que tudo é flores pra quem tem um filho autista e nem dizer que tudo se resolve apenas com amor, são trabalhos árduos que contam com muito amor sim, mas também com muita paciência, perseverança, e procurando sempre uma melhor maneira de comunicação com nossos filhos, talvez essa seja a base de tudo,  aprender a compreender e ser compreendidos. Eu aprendo com o Miguel e ele aprende comigo e assim vamos superando cada barreira e comemorando sempre que vemos uma vitoria, uma superação em nossos filhos... 




Tenho certeza que não sou a unica que alguma vez subestimou o filho por ele ser não verbal, não fazemos isso por mal, talvez até mesmo nosso instinto de querer proteger sempre, nos fazer ver nossos filhos como total dependentes de nós em tudo e muitas vezes achamos que eles não entendem bem o que esta acontecendo ou o que se passa no momento mas não conseguir verbalizar não quer dizer não entender, e isso que tenho aprendido, como eu disse temos muito o que aprender com nossos filhos não verbais, e talvez nosso aprender seja um pouquinho mais lento porque temos que aprender prestando atenção nos pequeno detalhes e não apenas ouvindo nossos filhos se expressarem, aprendemos ouvindo no silencio, alias essa é a primeira lição, é possível ouvir no silencio, basta escutar com os olhos e coração, parece meio estranho, não é? Pois é, essa é a nossa diferença, somos diferentes sim, e daí? Que graça teria se tudo fosse igual? Que seria do laranja se todas cores fosse azul?






VOCE TAMBEM PODE GOSTAR DISSO:










0 comentários:

Postar um comentário